domingo, 2 de outubro de 2016

Waffle Light da Vovó


Queridos leitores,

Obrigada pela paciência! Já havia prometido há tempos colocar um ritmo nos meus "posts", mas a minha re-organização está levando mais tempo do que o previsto. (:/) Planejo testar mais receitas neste mês, ainda porque o marido fará aniversário em breve e teremos convidados para nos ajudar nos testes. :)

Bom, este é um fim-de-semana prolongado, pois na segunda-feira teremos aqui o Feriado da Reunificação Alemã. Por isso mesmo, nada como um chazinho especial com waffles quentinhos para relaxar e curtir o feriadão. 

Como vocês sabem, desde que adquiri uma máquina de waffles, tenho testado aqui várias receitas. Posso dizer que é surpreendente a diferença das texturas e dos sabores das diversas receitas que fiz até hoje. Repito-as ocasionalmente no meu dia-a-dia, mas quando testo uma nova tenho que mostrar para vocês, claro! 

A receita de hoje pode ser em comparação às outras, um pouco mais detalhada, mas vale a pena! Desta vez as claras são batidas em neve e acrescentadas ao final, o que dá uma textura incrível aos waffles! Ficaram muito bons, mas não são doces, ou seja, vocês podem escolher a cobertura de sua preferência! Quem está focado na alimentação light, pode comê-los puros, mas eu não resisto em cobrí-los com manteiga e mel.  No entanto esta massa é tão neutra, que  podem ser até servidos com cremes salgados ou frios fatiados. Quem quiser a massa doce bem definida deve dobrar a quantidade de açúcar.

WAFFLE LIGHT DA VOVÓ
Fonte: Chefkoch.de (usuária: nini_Jen)
Rendimento: 8 Waffles

Ingredientes:
250 ml de leite
2 ovos
40 gr. de açúcar
1 pitada de sal
1/2 col. de chá de casca de limão
180 gr. farinha de trigo
1 col. de chá de fermento químico


Instruções:
Separe as claras das gemas, reserve as gemas e bata as claras em neve. Reserve as claras em neve. Num recipiente, misture a farinha com o fermento e reserve.

Em outro recipiente, bata as gemas e o açúcar até formar uma massa clara, junte a casca de limão e a pitgada de sal. Junte agora alternadamente um pouco da farinha e um pouco do leite, sempre misturando bem entre as adições e terminando com a farinha. Agora desligue a batedeira e misture manualmente as claras em neve à massa, delicadamente  com movimentos de cima para baixo, até que a toda a massa pareça aerada. Pronto!

Prepare os waffles conforme as instruções de sua máquina.

Bom apetite!

P.S.: Estes waffles não levam óleo na massa e pode ser que grudem em algumas máquinas, principalmente naquelas que não têm Teflon. Por isso não esqueçam de pincelar um pouco de óleo quando a máquina já estiver quente, antes de fazer o primeiro waffle e se preciso pincelar ocasionalmente, caso comecem a grudar. Eu pincelei a máquina só uma vez, mesmo com o Teflon e deu muito certo.










quinta-feira, 7 de julho de 2016

Aniversário do blog: Bolo de Chocolate com Calda de caramelho e flor de sal


Queridos amigos e leitores,

Hoje o blog está completando nove anos! Apesar do meu lapso nos últimos meses estou planejando ficar mais ativa aqui, prometo! Para esta ocasião eu assei um bolo especial hoje mesmo, mas infelizmente não sobrou muito para fotografar, no entanto vocês podem ter uma idéia pela foto acima.

Este bolo não é nem prático nem econômico como os que eu costumo publicar, mas o trabalho será recompensado assim que vocês provarem uma fatia! Além do mais, para um aniversário ou ocasião especial vale investir um pouco mais de tempo e dinheiro, não é?

Um grande beijo e aguardem outros posts!

Andréa


BOLO MOUSSE DE CHOCOLATE COM CALDA DE CARAMELO E FLOR-DE-SAL

Fonte: Revista Maxi 2016
Rendimento: uma Forma de 26 cm / 12 a 14 fatias
 

Ingredientes:
150 g de chocolate amargo
175 g de manteiga
1/4 colher de chá de canela
1/4 de colher de chá de cardamomo
1/8 de colher de chá de pimenta do reino moída (ou à gosto)
1 pitada de sal
1 colher de sopa de açúcar baunilhado
6 ovos - gema e clara separados
100 g de açúcar marrom (claro)

para o caramelo:
50 g  de açúcar
100 ml de creme de leite

para salpicar:
flor-de-sal (sal marinho)


Instruções:
Pré-aqueça o forno a 150ºC. Unte  e enfarinhe uma forma desmontável para tortas de 26 cm de diâmetro. Reserve.

Derreta o chocolate e a manteiga em banho-maria. Junte ao creme as especiarias e condimentos. Deixe esfriar um pouco. Enquanto isso, bata as claras em neve, coloque num recipiente e deixe-as na geladeira, enquanto prepara o restante do bolo.

Bata as gemas com o açúcar até tornar-se um creme esbranquiçado, mais ou menos por 3 minutos. Depois junte o creme de chocolate e misture até ficar homogêneo. Junte um pouquinho da clara batida e misture rapidamente, só para tornar o creme mais fluido. Agora retire da batedeira. O restante das claras em neve deve ser acrescentado de uma vez  ao creme e misturado manualmente com a ajuda de um "fouet" (colher de arame). Misture delicadamente as claras com movimentos de cima para baixo até formar um creme parecido com um mousse. Despejar na forma reservada e assar por 25 minutos. Depois deixar mais 20 minutos no forno desligado, para que não murche muito. Ao retirá-lo do forno, o bolo espere esfriar mais um pouco. Quando parar de murchar está pronto para ser desenformado e colocado num prato.

Agora faça o caramelo: Para isso use uma panela funda. Coloque o açúcar na panela e leve ao fogo médio. Sem mexer, deixe o açúcar cozinhar até formar um líquido dourado. Acrescente agora sempre mexendo, o creme de leite. Atenção aqui, pois o caramelo irá grudar na colher: continue mexendo sem parar por 2 a 3 Minutos até o caramelo desfazer no creme de leite e encorpar. Despeje imediatamente no bolo. Salpique com flor-de-sal à gosto, mas não exagere. Um pouquinho já dá um gosto forte. Sirva morno, frio ou gelado. Bom apetite!


domingo, 10 de abril de 2016

Bolo de Morangos


Olá meus caros leitores,

O sol da Primavera começou a esquentar e em tempo, os morangos já estão sendo vendidos nos super-mercados e feiras da cidade. Esta semana comprei uma cestinha, mas sobraram poucos para o "bolo de domingo". Bem, o jeito foi fazer mini-bolos! :)

Encontei esta receita num blog Polonês muito bacana. Hoje em dia com o "Google Tradutor" qualquer um pode ler em outro Idioma não é? O que me atraiu na receita como sempre foram os poucos ingredientes e o resultado delicado. Eu tinha três ovos que tinham que ser usados e portanto aumentei um ovo na receita e um pouquinho no fermento. Pincelei também com manteiga derretida quando saíram do forno para dar um brilho na superfície.  Os morangos são muito decorativos e também dão um toque refrescante. Para quem não gosta de morangos, talvez uma boa substituição seria ameixas naturais. O chantilly é a combinação perfeita para este bolo!

Uma boa semana a todos!

Andréa


BOLO DE MORANGOS 
fonte: filozofias maku
Rendimento: uma forma redonda de 20 cm (com a adição de um ovo, foi o suficiente para seis forminha de bolo-inglês)

Ingredientes:

110 gr. de manteiga amolecida
3/4 xícara* de açúcar
2 ovos (usei 3, tamanho M)
1 e 1/4 de xícara de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
300 gr. de morangos

*xícara = 240 ml

Instruções:

Aqueça o forno à 170°C. Unte a formas ou as formas escolhidas. Como as minhas eram revestidas de teflon, usei só margarina. Reserve. Lave os morangos seque-os, retire as folhas. Corte os ao meio ou em quatro, dependendo do tamanho. Reserve

Bata a manteiga com o açúcar até formar um creme aerado. Junte os ovos um a um batendo e incorporando- os bem à massa antes de adicionar outro. Junte a farinha já misturada com o fermento. Bata até formar uma massa densa e homogênea. Coloque a massa na forma preparada e alise com a espátula. Arrume os morangos na superfície de forma decorativa. Asse-o por cerca de 30 minutos ou até ficar dourado. Faça o teste do palito.  Uma boa dica é pincelar com manteiga derretida, para dar brilho. Sirva morno ou em temperatura ambiente. Bom apetite!


 

segunda-feira, 28 de março de 2016

Singela geléia de Laranja


Queridos leitores,

Na última semana sobrou um tempinho e resolvi fazer um presentinho artesanal para a Páscoa. Eu sempre gostei muito de geléias e quando morava no Rio tinha a impressão que só as frutinhas não tropicais eram usadas como base para uma boa geléia. As nacionais apresetavam pouca variedade e na maioria eram açucaradas demais. As importadas eram caríssimas, deliciosas, mas como sempre naqueles sabores de frutinhas como amoras, framboesas e cerejas, que não eram comuns no nosso país. Daí o tempo passou e eu fui experimentando outros sabores aqui e ali. Bem, hoje na Alemanha encontra-se de tudo o que é experimento em termos de combinações de sabores para geléias, inclusive  misturas fantásticas bem tropicais que na verdade seriam até mais facilmente feitas no nosso país.

Aproveitando umas laranjas orgânicas, tive  a idéia de fazer uma geleé (geleé = geléia feita de suco de frutas; marmelade = geléia feita com suco e poupa de frutas), porque se usasse a poupa ficaria amarga. Assim sendo, usei só o suco e misturei um pouco do suco do nosso limão e o sabor de amêndoas usando Amaretto e ficou muito gostoso e refrescante! Abaixo vai a receitinha:

GELÉIA DE LARANJA
Fonte: Dia de Domingas
Rendimento: 8 potes de 200 ml de geléia

Ingredientes:
800 ml de suco de laranjas orgânicas (8 a 10 laranjas)
casca das laranjas usadas
100 ml de suco de limão (um limão grande)
600 gr de  açúcar especial para geléia 2:1 (Gelierzucker 2:1)
6 colheres de sopa de Amaretto ou à gosto


Instruções:
Lave as laranjas com água quente, se possível use uma escovinha para tirar sujeiras restantes. Seque-as bem. Com a ajuda de um ralador fino (ou um aparelhinho especial para cortar tirinhas da casca), retire só a parte superficial evitando ralar a parte branca abaixo da casca. Isso evitará o gosto amargo. Reserve.

Agora chega o momento de escaldar os vidros em água quente. Deixe uns minutinhos "cozinhando" na água para esterelizar. As tampas precisam só mergulhar por meio minuto na água. Coloque-os em sobre um pano de prato limpo e deixe secar. Eu re-utilizo muitas vezes vidrinhos de conservas. Eles podem ser usados pelo menos duas vezes, depois a "borrachinha selante" que fica na parte de dentro fica danificada.  

Esprema as laranjas e o limão e leve o suco ao fogo médio juntamente com o açúcar. Quem não gosta do gosto de álcool em doces, acrescente aqui o Amaretto, porque assim o álcool evaporará e só ficará o gostinho da amêndoa. Para os outros, acrescente depois que a geléia estiver pronta. Sempre mexendo, leve a mistura para ferver. Quando esta ferver, acrescente as cascas, aumente o forno e sempre fervendo, cozinhe por 1 minuto. Pronto!

Encha os vidros com a geléia ainda fervendo e feche as tampas apertando bem. Coloque-os imediatamente de cabeça para baixo e deixe assim por pelo menos 15 minutos, ou até a geleia ficar morna. A tampinha selante deve estar então com a parte de cima "afundada". Isso significa que o todo o ar saiu. Caso ainda não esteja, dê uma ajudinha pressionando-a e se ela ficar no lugar, coloque novamente o vidro de cabeça para baixo por uns minutos. Faça uma etiqueta com a data da fabricação e guarde as geléias em lugar fresco e escuro, ou na geladeira. Conserva até 6 meses.

Um abraço e boa semana à todos,

Andrea








terça-feira, 26 de janeiro de 2016

O primeiro bolo do ano.


Querido amigos,

Estamos nos últimos dias do primeiro mês do ano de 2016 e já estava mais do que na hora de eu cumprir com uma das minhas promessas para o Ano Novo, que é a de postar regularmente aqui o que eu ando assando no meu forno.  Bem, aí está o primeiro experimento do ano. Já estava cansada de biscoitos! rsrsrs

O bolo foi adaptado de uma receita que eu já havia publicado aqui e era feito com purê de maçãs, mas eu achei que substituindo-o por uma banana e colocando umas gotas de chocolate ficaria interessante e eis que o bolo ficou melhor do que a receita original! Ninguém irá acreditar que este bolo não leva ovos, de tão fofinho que ele fica.  Eu resolvi fazê-lo com farinha de espelta refinada que tinha em casa, mas acho que não fará a mínima diferença se usarem a farinha comum, aliás usei também leite comum, portanto ele não é mais vegano. A receita rende um bolo relativamente pequeno para os padrões brasileiros, mas vocês podem dobrar as quantidades, se necessário.  Façam e experimentem comê-lo ainda morninho, com um xícara de café ou chá, com os chocolate ainda derretendo na massa... hummm   Ele ainda fica muito bom no dia seguinte, portanto serve para quem quer adiantar-se e fazê-lo no dia anterior.

Um grande beijo e bom apetite!


BOLO DE BANANA SEM OVOS
Fonte: Dia de Domingas (traduzido do Versatile Vegetarina Kitchen)
Rendimento: 1 bolo de 22 cm

Ingredientes:
 
1 1/2 xíc. de farinha de espelta (podem usar a de trigo)
3/4  xíc. de açúcar
1 col. de chá de fermento químico
1/2 col. de chá de bicarbonato
1/4 col. de chá de sal
50 gr. de chocolate ao leite em pedacinhos (usei um com 30% de cacau)
180 ml de leite
1/4 de xíc. de banana amassada (1 banana d'água)
3/8(90 ml)  xíc .de óleo vegetal
1/2 col. de sopa de suco de limão (ou vinagre)
1/2 col . de chá de extrato de baunilha (usei açúcar baunilhado


 *Xícara = 240 ml
  

Instruções

Pré-aqueça o forno à 170°C. Unte  e enfarinhe a forma a ser usada(se for de vidro ou teflon, basta untar com margarina). Reserve.
Num recipiente, misture todos os ingredientes secos. Num segundo recipiente maior, misture os ingredientes líquidos (incluindo a banana amassada). Junte  aos poucos os ingredientes secos à mistura líquida. Para misturar a massa não é necessário o uso de batedeira, apenas uma dessas colheres de aro ou um garfo. A massa fica expessa e "empelotada", até mesmo por causa do uso da banana. Não misture demais.
Despeje a massa na forma reservada e leve ao forno por cerca de 35 minutos. Faça o teste do palito antes de tirar do forno. Deixe esfriar um pouco antes de servir. Bom apetite!




LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin